03/09/2015

Cidades de Santa Catarina são agrupadas conforme tamanho da economia turística

Balneário Camboriú, Bombinhas e Florianópolis ficaram na categoria A, que apresenta maior fluxo turístico

Uma nova metodologia foi adotada pelo Ministério do Turismo para categorizar as cidades brasileiras. Elas foram agrupadas em cinco categorias, de A a E, conforme o tamanho da economia turística. Em Santa Catarina, 132 municípios entraram nos grupos.

Balneário Camboriú, Bombinhas e Florianópolis ficaram na categoria A, que apresenta maior fluxo turístico e maior número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. Doze cidades catarinenses, como Blumenau e Garopaba, foram inseridas na categoria B. Brusque, Canoinhas, Navegas e mais 27 ficaram na categoria C. As 87 cidades restantes foram categorizadas como D e E.

A categorização, segundo o Ministério do Turismo, atende a necessidade de aprimorar os critérios para definir políticas públicas para o setor e criar um instrumento capaz de subsidiar a tomada de decisões de acordo com a economia do turismo de cada cidade.  “A ferramenta oferece elementos para aprimorar a gestão do turismo; ajuda a otimizar a distribuição de recursos e promover o desenvolvimento do setor. A intenção não é hierarquizar os municípios, mas sim agrupá-los de forma que possamos traçar parâmetros para atendimento a diferentes necessidades”, disse o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

A metodologia é utilizada para as 303 regiões turísticas inseridas no Mapa do Turismo Brasileiro. A categoria A tem 51 municípios, incluindo as 27 capitais brasileiras. Este agrupamento concentra destinos turísticos tradicionais de nove estados brasileiros como Porto Seguro (BA), Ipojuca (Porto de Galinhas/PE), Armação de Búzios (RJ), Campos do Jordão (SP), Guarapari (ES), Balneário Camboriú (SC), Foz do Iguaçu (PR), Gramado (RS) e Caldas Novas (GO). O grupo responde por 47% da estimativa de fluxo turístico doméstico do Brasil e 82% do internacional.

O grupo B tem 167 municípios, o equivalente a 5% das cidades categorizadas pelo Ministério do Turismo. São destinos turísticos de 20 estados, com participação expressiva de localidades das regiões Sudeste, Nordeste e Sul.  Juntos os grupos A e B, representados por 218 municípios, respondem por 68% do fluxo doméstico brasileiro e 97% do internacional. Já o grupo C, com 504 municípios, representa 15% do total avaliado. O maior número de cidades do Mapa do Turismo, 2.623, ou 78% do conjunto avaliado concentram-se nos grupos D e E, com economias do turismo incipientes. A ideia é que, conhecidas as características de cada grupo de municípios, torna-se mais fácil proporcionar apoios adequados a cada um deles.

Foto: Divulgação Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Sectur) de Balneário Camboriú




Publicidade

Últimas Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt