segunda, 27 de setembro de 2021
26/04/2017 14:43

Complexo Portuário já registra perdas com atrasos nas obras dos novos acessos


Os atrasos nas obras da primeira etapa dos novos acessos do Complexo Portuário do Itajaí, que engloba a uma nova bacia de evoluções com capacidade para operar navio de até 336 metros de comprimento - já traz perdas para a atividade portuária. A informação foi confirmada na última semana pelo superintendente administrativo-financeiro da Portonave S/A - Terminal Portuário Navegantes, Osmari Castilho Ribas.

Embora o gestor não tenha aberto valores, disse que o terminal de uso privado (TUP) já perdeu cargas, porque os navios com 336 metros já trafegam pelas costas catarinense e brasileira e precisam omitir quando se trata do Complexo Portuário do Itajaí. Segundo Castilho, isso é uma desvantagem competitiva evidente para a região.

No entanto, o executivo diz que o Complexo oferece muitas vantagens operacionais, o que faz com que os armadores tenham confiança nos terminais de Itajaí e Navegantes e vejam com bons olhos a evolução das obras.

Osmari Castilho está otimista com a retomada destas escalas, porque as limitações estão sendo solucionadas. Mas ele alerta da necessidade da execução da segunda etapa das obras, que não tem previsão de ser iniciada.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt