segunda, 18 de dezembro de 2017
30/05/2017 13:42

Uso de isotank e flexitank tem demanda aquecida no Brasil

A utilização de isotanks e flexitanks cresceu 18% entre os clientes da Allog International Transport no ano passado, com previsão de manter o avanço na casa de dois dígitos (entre 20% e 30%) em 2017

Considerada uma forma simples, rápida e econômica para transportar granéis líquidos em mais de um modal de transporte, os isotanks e flexitanks aperfeiçoam o sistema de logística e tem demanda aquecida no Brasil. Desenvolvidos para o transporte de materiais variados, os equipamentos se adequam a qualquer modal. A Allog International Transport utiliza os equipamentos para transporte de produtos como glicerina, óleos, ácido, lubrificantes e produtos químicos desde 2008 e já sente crescimento da procura.

Em 2016, a utilização de isotanks e flexitanks cresceu 18% entre os clientes da empresa, com previsão de manter o avanço na casa de dois dígitos (entre 20% e 30%) em 2017. Como regra geral, a demanda de contêineres tanques aumenta em um múltiplo de 1,5 vezes a taxa de crescimento do PIB dos países emergentes, de acordo com a Drewry Maritime Research.

​Destinado prioritariamente a produtos químicos, gases e líquidos em geral, o isotank é bastante seguro e prático para o transporte doméstico, internacional ou armazenamento de cargas. O analista de produto da Allog, Rodrigo Portes, explica que o sistema isotank traz diferentes benefícios para a logística e o Brasil conta com estrutura profissional, com ampla disponibilidade de equipamentos, diversos fornecedores, tarifas flexíveis, segurança e otimização de custo. “O próprio isotank pode ser levado até a unidade para coleta do produto, não sendo necessário utilizar um veículo para isso, evitando assim custos com transbordo. Funciona também como ótimo recurso para armazenagem”, destaca.

Existem diversos padrões de isotanks no mercado, sendo alguns destinados apenas ao transporte de cargas alimentícias e outros para transporte de cargas químicas e perigosas. Rodrigo explica que a vantagem da utilização deste tipo de equipamento é garantir a segurança durante todo o transporte (ponta a ponta), assegurando que o produto não sofra interferências na qualidade, preservando assim a integridade do mesmo.

Já o Flexitank, além de oferecer segurança e baixo custo, é ecologicamente correto - depois de utilizado, é descartado com orientação dos órgãos regulamentadores. Fácil de armazenar, não ocupa muito espaço e tem maior capacidade de carga se comparado a tambores.

Frota

De acordo com a Drewry Maritime Research, os contentores secos (standard e especiais) correspondem a 93% do volume total no mundo, reduzida em 2012 para 89% da frota mundial. Outros 7% estão divididos entre recipientes reefers isolados e tanques. Reefers compõem aproximadamente 6.25% da frota global. Tanques para o transporte de vários líquidos ocupam os restantes 0,75%.

Saiba mais

O que é Isotank: tipo de contêiner em formato cilíndrico, projetado para transporte de cargas líquidas (alimentos e químicos). A densidade do produto é que vai denominar quantos litros/tonelagem podem ser estufados. Em alguns casos, onde o destino da carga é um lugar com temperaturas mais baixas, é necessário utilizar o equipamento (heating) para conseguir retirar o conteúdo. Cada isotank possuí um certificado próprio, que atesta a qualidade e finalidade do equipamento. Este certificado deve estar atualizado para embarque.

Flexitank: bolsa extremamente resistente utilizada para embarque dentro de um contêiner. O equipamento precisa ser vistoriado por um profissional especializado para selecionar os contêineres em bom estado. Após a seleção, é feito o "fitting", que seria a montagem do flexitank dentro do contêiner. Essa montagem precisa ser efetuada por profissionais capacitados, assegurando que o flexitank não tenha atritos com o contêiner, evitando assim eventuais furos ou danos.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt