sábado, 24 de junho de 2017
07/06/2017 16:16

Vice-governador apresenta potencialidades de Santa Catarina para comitiva chinesa

O Brasil tem 28 cidades-irmãs chinesas, sendo quatro em Santa Catarina: Camboriu-Pingdingshan; Criciúma-Huaibei; Itajaí-Xinxiang e São José-Zibo

O vice-governador Eduardo Moreira, representando o governador Raimundo Colombo, recepcionou a comitiva da Associação das Cidades-irmãs da China (Cifca) naterça-feira, 6, em Florianópolis. Santa Catarina está aberta à cooperação internacional e a investidores para ampliar as parcerias. Os programas do Governo do Estado incentivam a instalação de empresas exportadoras através dos cinco portos. Além disso, em parceria com a Fiesc, foi montada uma agência para atração de investimentos, a Invest SC, cujo modelo reduz o risco dos investidores, pois tem apoio dos setores público e privado, salientou Eduardo Moreira.

As informações colhidas sobre o Estado serão apresentadas pelos representantes da Cifca a investidores chineses. A entidade, que também visitou as instalações do Sapiens Parque, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia e da Federação Catarinense de Municípios, possui representação em 137 países. De acordo com a Câmara Brasil-China, o país tem 28 cidades-irmãs chinesas, sendo quatro em Santa Catarina: Camboriu-Pingdingshan; Criciúma-Huaibei; Itajaí-Xinxiang e São José-Zibo. Deputados estaduais também participaram da reunião.

Chineses demonstram interesse por cidades portuárias 

O secretário-geral da Cifca, Qing Boming, confirmou o interesse da China por Santa Catarina. As informações recebidas na reunião serão apresentadas na China com a intenção de continuar o diálogo com Santa Catarina no futuro. “Vimos muitas oportunidades nesta reunião, em especial parcerias com cidades portuárias. Agora temos que trabalhar juntos para tornarmos as expectativas em realidades”, prevê Boming.

Além dos indicadores socioeconômicos, a apresentação de Santa Catarina para a Cifca também introduziu os programas de atração de investimentos em Santa Catarina, como o Prodec e o Pró-Emprego. “Nossos programas buscam incentivar a instalação, em Santa Catarina, de novas indústrias ou de empresas que exportem pelos nossos portos”, disse Renato Lacerda, secretário adjunto da Fazenda.

Outro aspecto destacado foi o perfil da agência catarinense de atração de investimentos Investe SC. Iniciativa do Governo do Estado em parceria com a Fiesc, a Investe SC é a única no Brasil formatada como uma parceria público-privada. “Acreditamos que este modelo reduz muito o risco dos investidores, pois tem o apoio tanto do setor público quanto da iniciativa privada”, explicou o CEO da Investe SC, Diógenes Feldhaus.

 

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt