sexta, 20 de outubro de 2017
07/08/2017 15:08

Vitrine do mercado imobiliário catarinense

Iniciativa inédita reúne construtoras de Santa Catarina para apresentar produtos ao público curitibano, o maior comprador de imóveis da região

Curitiba sediará de 30 de novembro a 3 de dezembro, no ExpoUnimed, um evento inédito: a 1ª Feira de Imóveis do Litoral Catarinense, que reunirá pela primeira vez na cidade representantes do setor imobiliário nobre de Santa Catarina (Balneário Camboriú, Itapema, Bombinhas, Meia Praia e Itajaí) para apresentar seu portfólio e prospectar compradores em outro Estado.

Com uma bem estruturada rede de serviços e produtos – somada a facilidades inigualáveis de negociação e belezas naturais como praias e muito verde –, Santa Catarina atrai compradores principalmente de Curitiba, que atualmente representam 23% do público que adquire imóveis em Balneário Camboriú, Itapema, Bombinhas, Meia Praia e Itajaí. Os demais grandes investidores da região estão nos demais Estados do Sul e também em São Paulo, Mato Grosso e Argentina.

Por trás da iniciativa inovadora está o empresário Diógenes França Ferraz, da França Ferraz Assessoria Imobiliária, atuando há 20 anos no setor e que iniciou seu relacionamento com o segmento imobiliário catarinense como investidor. “Percebi que o mercado da região vivia em alta. Curitiba é 60 vezes maior que Itapema territorialmente e possui uma população 40 vezes maior que a de lá. No entanto, Itapema tem o dobro de construções de Curitiba”, exemplifica o empresário, que hoje trabalha com 80% das construtoras de Itapema e Porto Belo e 20% de Balneário Camboriú. “Até o final do ano trabalharemos com 100% das construtoras de Itapema e de Balneário Camboriú, totalizando mais de mil imóveis cadastrados”, diz.

Sem crise: Com o metro quadrado mais caro do Brasil – R$ 26.576,00 –, Balneário Camboriú (SC) definitivamente não sente a crise imobiliária vivenciada nos últimos anos pelos grandes centros urbanos. Dados da Fipe/Exame apontam uma valorização de 8,9% nos imóveis locais, posicionando o município como o quarto melhor do país para se investir.

O Secovi (Sindicato da Habitação e Condomínios) de São Paulo prevê ainda um crescimento de 5% a 10% nas vendas e lançamentos no mercado imobiliário residencial da região neste ano, com um aumento de 58% na quantidade de metros quadrados construídos de 2015 a 2016 e um incremento de 77% registrado nos últimos oito anos.

Também estão ali nove das dez torres mais altas do Brasil, além do maior edifício da América Latina, com 80 andares, construído no coração de Balneário Camboriú. No ranking dos imóveis mais procurados, ocupam o primeiro lugar apartamentos entre 45 m² e 65 m², na faixa de R$ 500 mil.

Segundo França Ferraz, um dos grandes diferenciais do mercado local é a burocracia zero, que permite uma negociação mais livre e flexível. “Ao contrário do restante do mercado imobiliário nacional, as construtoras desta área de Santa Catarina aceitam entradas baixas e permitem o parcelamento direto em até 100 vezes, sem financiamento com instituições bancárias”, diz o empresário. “Esse formato permite aos compradores até 35% de retorno do investimento em apenas 12 meses após a compra”, garante.

Como grande parte do público alvo está em Curitiba, a proposta é oferecer um portfólio de mais de 50 construtoras para aquisição com finalidade de veraneio ou investimento. A expectativa é reunir cerca de dez mil pessoas em quatro dias de evento, movimentando mais de R$ 50 milhões em vendas de imóveis a partir de R$ 250 mil – sendo 90% lançamentos e residenciais.

Todos os clientes que entrarem no pavilhão da ExpoUnimed serão cadastrados para um trabalho pós-venda. Os ingressos serão vendidos a R$ 5, com valor arrecadado revertido integralmente às APAEs de Itapema, Balneário Camboriú, Porto Belo e Bombinhas. 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt