quarta, 17 de outubro de 2018
17/05/2018 14:28

Integrando o Fórum, Dalirio cobra, mais uma vez, recursos para ampliação do Aeroporto de Navegantes

Para o senador, o estado, e principalmente toda a grande região que se utiliza do aeroporto, “não pode ficar à mercê da ausência de uma política efetiva na área atualizada para cargas e passageiros”

O senador Dalirio Beber (PSDB-SC) integrou a bancada catarinense, na tarde desta quarta-feira, 16, em audiência com o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - Infraero, Antônio Claret de Oliveira, para pedir urgência, mais uma vez, nas reivindicações para melhoria e expansão do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, em Navegantes.

Para o senador, o estado, e principalmente toda a grande região que se utiliza do aeroporto, “não pode ficar à mercê da ausência de uma política efetiva na área atualizada para cargas e passageiros”.

“O Aeroporto de Navegantes tem uma localização estratégica, atendendo todo o potencial da indústria, comércio, e turismo da região do Vale do Itajaí e Alto Vale. Levamos, em janeiro de 2017, o então ministro dos Transportes, Maurício Quintela, para conhecer essa realidade. A bancada catarinense se uniu e indicou R$ 40 milhões para desapropriação, de um total de R$ 150 milhões. Oferecendo, assim, ao executivo, um instrumento para viabilizar a desapropriação, que afeta muitos moradores. Não recebemos esse recurso, lamentavelmente. São famílias que estão lá, dez, doze anos, sem poder dispor da sua propriedade pública para uma infraestrutura que é extremamente necessária. Tem que ter uma solução”, destacou o senador, dizendo também que o Fundo Nacional da Aviação Civil – FNAC tem R$ 5,9 bilhões, que não pode ser utilizados na desapropriação. “Já apresentamos projeto de Lei no Senado Federal, dizendo claramente que os recursos do FNAC podem ser usados para desapropriação”, enfatizou.

Na oportunidade, o Fórum Parlamentar Catarinense, liderado pelo deputado Jorginho Melo, e os demais presentes, solicitaram a liberação dos R$ 80 milhões, previstos através do Acordo de Cooperação Técnica, assinado em 27 de janeiro de 2017, pelo então ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela, em evento realizado em Navegantes.

O acordo previa a liberação de três parcelas de R$ 40 milhões, uma por ano até 2019, e a última, em 2020, de R$ 30 milhões, totalizando um repasse de R$ 150 milhões. O fato é que, até o momento nenhuma parcela foi repassada, nem a do ano passado, que é justamente, a indicada pela bancada catarinense.

Para o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, união dos parlamentares é vital para que essas ações se concretizem. “Os movimentos da Infraero já surtem efeitos, o terminal de cargas do Aeroporto de Navegantes já está acordado, em parceria com a iniciativa privada. A saída dos investimentos totais, na minha visão, é pela concessão com investimentos”, disse Claret.

Para o senador, a prioridade deve sair do papel, se não pela concessão, pelo governo federal. “Gostaríamos que a Infraero leve ao Ministério dos Transportes e à Presidência da República, o Aeroporto de Navegantes como prioridade, e urgente! Queremos garantir não só o terminal de cargas e passageiros, mas também o terreno que poderá expandir o aeroporto para as reais necessidades que o desenvolvimento de Santa Catarina exige e merece”, concluiu o senador.

Estiveram presentes o presidente do Fórum e deputado federal, Jorginho Melo; o presidente da Associação Empresarial de Navegantes (Acin); Rinaldo Luiz de Araújo; o prefeito de Navegantes, Emílio Vieira, entre outros.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt