domingo, 16 de junho de 2019
17/12/2018 10:58

Alta temporada deve movimentar mais de 120 mil passageiros no Aeroporto Internacional de Navegantes


Entre os dias 17 de dezembro de 2018 e 06 de janeiro de 2019, são esperados aproximadamente 120.950 passageiros, entre embarques e desembarques, no Aeroporto Internacional de Navegantes (SC). Este número é 1,10% superior à movimentação registrada no mesmo período dos anos de 2017 e 2018, quando 119.630 viajantes utilizaram o terminal catarinense.  A circulação de aeronaves também deve ter um incremento de 21,6%: serão 1.336 voos, entre pousos e decolagens, ante 1.098 operações do período anterior.

O aeroporto registrou, no mês de novembro de 2018, a melhor movimentação de passageiros da história do terminal. Foram contabilizados 159.100 embarques e desembarques, número 4% maior que o contabilizado em novembro de 2017. Para a superintendente Andreia Nandi, essas operações ressaltam a importância do terminal. “O aumento se deve, entre outros fatores, em função da entrada do voo da Azul para Buenos Aires, que iniciou as operações dia 11 de dezembro de 2017 e que irá operar diariamente a partir do dia 20 de dezembro de 2018”, afirmou Andreia.

Nos 45 aeroportos da Rede INFRAERO com voos regulares, a expectativa, no período, é de receber cerca de 5 milhões de passageiros, entre embarques e desembarques. Este número é próximo ao movimento realizado entre 18/12/17 e 7/1/18, quando 5,06 milhões de pessoas chegaram e partiram nos mesmos terminais.

A estimativa considerou a oferta de assentos das companhias aéreas para a alta temporada 2018/2019 e orientou um plano de ação que dará fluidez, conforto e segurança a quem vai viajar de avião. Já o movimento de aeronaves deve ser de aproximadamente 42 mil pousos e decolagens no período. Na temporada passada, foram 42,7 mil chegadas e partidas.

Os trabalhos foram iniciados em novembro, quando manutenções preventivas priorizaram esteiras de despacho e restituição de bagagens, sinalização de pista, pontes de embarque, escadas rolantes, raios-x e detectores de metal, entre outros. "Esse cuidado prévio vai garantir que passageiros, companhias aéreas e demais clientes dos nossos aeroportos tenham uma passagem tranquila pelos terminais, sejam eles de grandes cidades ou do interior do Brasil, afirma o diretor de Operações Serviços Técnicos da INFRAERO, João Márcio Jordão.

O monitoramento dos aeroportos também será reforçado com supervisores em todas as etapas de embarque e desembarque.  Eles terão capacidade para atuar na correção de qualquer situação que possa prejudicar as operações. Junto com eles, equipes de limpeza e manutenção vão intensificar suas atividades, com atenção especial para os horários de maior movimento, garantindo que a demanda seja bem atendida.

 

Convergência
As operações nos aeroportos de Congonhas, Santos Dumont, Curitiba, Recife e Manaus serão coordenadas pelos Centros de Gerenciamento Aeroportuário (CGA) localizados nestes terminais. O objetivo acompanhar, em tempo real, o funcionamento das instalações e conceber e implantar medidas para melhorar o funcionamento destes terminais para passageiros e aeronaves nas 24 horas do dia.

O CGA é composto por representantes da INFRAERO, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Polícia Federal, Receita Federal, Vigilância Sanitária, Vigilância Agropecuária e companhias aéreas. A gestão ocorre de maneira compartilhada, baseada nas informações e recursos fornecidos pelos integrantes do Centro. "A reunião de agentes no aeroporto permite à INFRAERO detectar as necessidades específicas de cada terminal com antecedência, garantindo a melhor atuação nas operações", explica o superintendente de Gestão da Operação, Marçal Goulart.

Nos demais aeroportos, a coordenação é feita pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago). Localizado em Brasília, ele monitora todos os aeroportos da INFRAERO e alinha ações para assegurar que todas as etapas da operação de um aeroporto tenham fluidez e segurança.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt