domingo, 25 de agosto de 2019
01/04/2019 09:11

Contratações de crédito do BRDE crescem 7,4% e atingem R$ 2,36 bilhões

Números de 2018 mostram que cresceu a participação de investimentos na infraestrutura de municípios

Na sexta-feira (29), o Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgou o balanço de resultados relativos a 2018. Foram 4.320 operações de crédito que atingiram R$ 2,36 bilhões para clientes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Segundo o Banco, somando o valor total contratado com os recursos aportados pelos próprios empresários, o resultado é um investimento de R$ 2,7 bilhões nos três estados do Sul durante o ano passado.

O desempenho foi 7,4% maior em relação a 2017, quando o BRDE atingiu cerca de R$ 2,2 bilhões financiados. O Banco projeta que o dinheiro investido em 2018 permitiu a geração ou manutenção de mais de 49 mil empregos. Isso porque 70% de todas as contratações tiveram como destino crédito para micro e pequenos empresários e pequenos produtores rurais. 

Com o avanço, o lucro líquido em 2018 foi de R$ 178,5 milhões. Na comparação com 2017 quando o lucro líquido foi de R$ 118, milhões, foi registrado um crescimento de 51,3%. Além disso, o Banco alcançou a marca de 35.331 clientes ativos, o que representa a presença em 92% dos municípios da região Sul. 

Segundo o BRDE, o crescimento do lucro muito acima da expansão do crédito tem quatro razões. A primeira é um aumento de 14,6% na recuperação de créditos. Além disso, houve uma redução das despesas com pessoal de 6%, fruto de um programa de demissão incentivada. Outro fator é a economia gerada pela redução de 42% na provisão de garantias prestadas. E, por último, aumento das receitas vinculados ao Fundo Setorial Audiovisual.

O diretor-presidente Neuto Fausto de Conto explica que o resultado reflete um aumento na procura por crédito, revertendo a tendência negativa que se apresentava desde 2015, reflexo da crise econômica. "Os empreendedores retomaram seus planos de investimentos, na expectativa de um cenário mais favorável para a economia após a eleição. Aliado a isso, o BRDE tem mantido sua política de atuar no contraciclo do mercado, oferecendo crédito quando outros agentes desse mercado se retraem".

Áreas impactadas

Os setores impactados pelos investimentos são variados. Os líderes em contratações são os projetos para o comércio e serviços, com R$ 740,7 milhões, ou 31,3% do total. Na sequência, está a infraestrutura, que representou 24,4%, ou R$ 575,8 milhões. Muitos desses financiamentos na área de infraestrutura são direcionados para obras urbanas nos municípios via Programa Avançar Cidades, do governo federal. Depois vem a indústria, com R$ 565 milhões e 23,9%, e o setor agropecuário, com R$ 480,3 milhões e participação de 20,3%.

Panorama estadual

Em Santa Catarina, foram contratadas 2.480 operações de crédito em 2018, somando R$ 797,55 milhões. Entre essas operações destaca-se o elevado número de operações viabilizadas por meio das cooperativas conveniadas, 2.291, ou 92,3% do total de contratos firmados. As operações via convênios somaram R$ 118,8 milhões, confirmando a vocação da agência do BRDE em SC para a concessão de crédito aos pequenos produtores rurais e empresas de micro e pequeno porte.

O incremento da carteira no segmento de infraestrutura foi destaque. O programa BRDE Municípios financiou R$ 182 milhões no Estado. Santa Catarina também se destaca na contratação de financiamentos à geração de energias renováveis, por meio do programa BRDE Produção & Consumo Sustentáveis, com financiamentos de R$ 110,84 milhões.

 
 



Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt