sexta, 10 de abril de 2020
08/01/2020 07:30

Vagas de estágio empregam mais de 500 mil indivíduos em 2019

Apesar dos índices de desemprego no país, programas de estágio passam a empregar estudantes em todo país

Os programas de estágio geralmente são o primeiro contato de muitos jovens com o mercado de trabalho e oferecem ricas experiências para que os estudantes possam se desenvolver profissionalmente. Além dos benefícios para os jovens que iniciam sua trajetória profissional, os programas de estágio são extremamente vantajosos para as empresas, que podem recrutar e desenvolver profissionais com grande potencial de crescimento.

Segundo dados da CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), estima-se que em 2019 o número de estagiários no Brasil tenha sido superior a 500 mil indivíduos. Em 2017, a remuneração total estimada para os estagiários do Brasil chegou a R$ 6.246 bilhões, adicionando o valor de R$15,1 bilhões do Produto Interno Bruto (PIB) do país e os estágios de férias também são responsáveis por essa movimentação. Embora a procura por vagas de estágio diminua no primeiro trimestre do ano, por conta da época de férias, este é o período no qual surgem mais oportunidades. 

Quando o final do ano se aproxima, muitos destes estagiários aproveitam o direito a férias para recarregar as energias. Embora a procura por vagas de estágio diminua no primeiro trimestre do ano, por conta da época de férias, este é o período no qual surgem mais oportunidades e muitos estudantes vêm optando por trocar os dias de folga por novos desafios profissionais, os chamados “Summer Jobs” ou estágios de férias.

Embora o período reduzido de trabalho oferecido em programas de estágio de férias, essa modalidade de contratação deve seguir as mesmas regras previstas em qualquer outro programa de estágio, de acordo com a Lei do Estágio (Lei 11.778, de 25 de Dezembro de 2008).

No Brasil, os estágios de férias costumam ocorrer nos meses de Janeiro e Julho, para que coincidam com o período de férias escolares, tendo duração média de um mês. Tais programas são ideais para que aqueles que estudam em período integral possam desenvolver competências e habilidades profissionais num programa de curta duração. 

Thomas Carlsen, da mywork, startup de controle de ponto online, afirma que os programas de estágio de férias são uma boa solução para as necessidades da empresa e do estudante: “O estágio feito no período de férias é uma ótima oportunidade para a empresa desenvolver potenciais talentos e para o estudante ter um primeiro contato com o mercado de trabalho sem a pressão do período de aulas”.

Para as empresas, a abertura de vagas no período de férias é uma excelente oportunidade para prospectar novos talentos e obter uma mão de obra barata para atividades temporárias, uma vez que os processos seletivos são simples e têm custos reduzidos. Além disso, um programa de estágio de férias com resultados positivos aumenta a afinidade do estudante com a empresa, o que pode resultar no interesse do estagiário em retornar para empresas como funcionário.

O estudante de 21 anos, Rafael Coutinho, conta que sua experiência de estágio de férias foi importante para sua trajetória acadêmica: “No estágio de férias eu pude ver as matérias da faculdade aplicadas na prática e foi um diferencial para o meu currículo”.

Além dos benefícios financeiros oferecidos por diversas empresas aos estagiários, os programas de curta duração, quando bem estruturados pela área de Recursos Humanos e pelo Departamento Pessoal, são muito dinâmicos para os estagiários, pois permitem que o jovem conheça a empresa e suas atividades num geral, além de auxiliarem no exercício de networking e na complementação do currículo do estudante.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt