sábado, 04 de abril de 2020
28/01/2020 09:26

Maersk Line aumenta sobretaxas de ‘bunker’ em reação à subida dos preços dos VLSFO

A taxa ambiental de combustível da Maersk (EEF) e a BAF estão sujeitas a um aumento ou redução do preço mensal do bunker num média de 50 dólares por tonelada ou mais

A transportadora marítima de carga contentorizada Maersk Line revelou ter elevado o seu bunker adjustment factor (BAF) depois de os preços do óleo combustível com muito baixo teor de enxofre (sigla inglesa VLSFO) terem disparado, após a introdução do limite global de enxofre da IMO 2020.

A taxa ambiental de combustível da Maersk (EEF) e a BAF estão sujeitas a um aumento ou redução do preço mensal do bunker num média de 50 dólares por tonelada ou mais. Através de um comunicado dirigidos aos seus clientes, a Maersk fez notar o aumento substancial dos preços dos Very Low Sulphur Fuel Oil (essenciais para que os armadores cumpram a nova regra da Sulphur Cap).

Em destaque estão, releva a Maersk Line, os preços dos VLSFO em Singapura, que actualmente ultrapassam os 700 dólares por tonelada no arranque do mês de Janeiro – um aumento de mais de 20% nos preços usados para fixar os índices de BAF e EEF. Portanto, o aumento médio em Janeiro deve exceder 50 dólares por tonelada, adiantou a transportadora marítima, líder de mercado.

"Consequentemente, a Maersk aplicará o gatilho mensal adicional definido nas nossas fórmulas de BAF e EFF e as novas tarifas entrarão em vigor em no dia 1 de Março de 2020", comunicou a transportadora. A empresa frisou que os aumentos de tarifas em todas as vias comerciais oscilam dos 50 aos 200 dólares por FEU (Forty-foot Equivalent Unit), com AS quantias exactas a serem comunicadas pelo armador até o final do mês. Com informaçõesda Revista Cargo/Portugal




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt