segunda, 01 de junho de 2020
31/03/2020 09:52

Demanda por petróleo deve cair 25% nesta semana, diz Goldman Sachs


Este não é apenas um dos maiores choques econômicos de que se tem memória, “mas as indústrias de combustíveis fósseis, como o petróleo, estão também em dificuldades, pois historicamente serviram como pedra angular das interações sociais e da globalização, cuja prevenção é, agora, a principal defesa contra o coronavírus”, disse Jeffrey Currie, executivo do Goldman Sachs.
Segundo Currie, o petróleo vai sofrer um impacto duas vezes maior do que o da atividade econômica, “com a demanda recuando esta semana, caindo 26 milhões de barris por dia, ou 25%”.

A magnitude final do impacto vai “provavelmente alterar permanentemente o setor de energia e a geopolítica, restringindo a demanda à medida que a atividade econômica se normaliza e altera o debate em torno das alterações climáticas”, diz o executivo. Com informações do Valor




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt