sábado, 20 de abril de 2024
01/03/2023 11:07

Bateria de Lítio: novidade da nova empilhadeira retrátil lançada na Intermodal

Desenvolvimento em tecnologia intralogística é o foco da BYD, que utiliza baterias de longa duração, buscando a economia de energia e a proteção do meio ambiente.

A novidade da empresa, expositora da Intermodal 2023, foi o lançamento da nova empilhadeira retrátil RTR 20, que utiliza bateria de lítio com o diferencial de suportar até duas toneladas de carga. O gerente de vendas de empilhadeiras da BYD, Juliano Cheng, comenta que a empresa está em ascensão como montadora de carros elétricos, mas, em seu DNA, a BYD é uma empresa de tecnologia e inovação que produz mais de nove patentes de tecnologia, trazendo, diariamente, um produto inédito, patenteado. “As baterias são utilizadas em carros elétricos e também em equipamentos médicos. A BYD considera importante, além da tecnologia, a segurança do usuário, inclusive no uso de empilhadeiras. Com a bateria de lítio, a emissão de gás carbônico é menor e o meio ambiente é favorecido”, afirma Cheng.

Ao lado da RTR 20, a BYD também apresentou a RTR 16, com capacidade de carga de 1,6 toneladas, já disponível no mercado. As empilhadeiras retráteis BYD oferecem design de ponta com mastro panorâmico de três estágios, voltagem de 80V e tempo de carregamento de menos de 1,5 hora. A partir de março, a BYD Energy inicia a comercialização da grande novidade dos fotovoltaicos: o novo BYD Harpia N-Type Topcon 555Wp – 575Wp, um produto de grande eficiência energética e baixo coeficiente térmico. Os módulos fotovoltaicos proporcionam total independência energética de fácil instalação, vida útil prolongada e baixa manutenção. Além de representarem uma fonte de energia 100% limpa e renovável.

Tecnologia de videotelemetria

A principal novidade que a Cobli, fleetTech que descomplica e potencializa a gestão de frotas, trouxe para a Intermodal foi a experiência imersiva da Cobli Cam, tecnologia de videotelemetria composta por câmeras com inteligência artificial que conseguem prever diversos tipos de comportamento de risco, como: direção distraída, uso do celular no volante, entre outros comportamentos que acabam levando ao aumento de acidentes para quem está na rua. O estande da empresa disponibilizou um teste que permite entender, na prática, como a inteligência artificial funciona para redução de acidentes.

O presidente da Cobli, Rodrigo Mourad, afirmou que a logística tem sofrido globalmente uma pressão por redução de custos e pelo aumento da confiabilidade. “Quando estamos em um contexto de intermodalidade, reduzir custos e aumentar a confiança depende de diversos clientes e empresas e a comunicação é complexa. A tecnologia traz visibilidade para o setor, compartilhando informação relevante para ganhar eficiência, automatizar processos e tomar melhores decisões”, disse. 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt