quinta, 18 de abril de 2024
20/11/2023 16:20

Congresso completa 10 anos de interação entre academia e setor portuário

X CIDESPORT ocorre a partir de 29 de novembro, em Florianópolis

Este ano o CIDESPORT – Congresso Internacional de Desempenho Portuário – completa 10 anos e celebra a consolidação de um espaço para a discussão dos temas portuários no Brasil e no mundo. Com expectativa de reunir 300 pessoas em três dias de evento, a Edição 2023 ocorrerá de 29 de novembro à 1° de dezembro, em Florianópolis (SC), reunindo dirigentes de portos, terminais portuários, representantes de governo, profissionais que atuam no setor portuário, além de professores e estudantes, do Brasil e Exterior. 
Para o Coordenador Geral do X CIDESPORT, professor Dr. Ademar Dutra, esta edição é especial. “Celebramos 10 anos de Congresso consolidando este como um espaço de discussão de temas emergentes e atuais, promovendo a interação entre pesquisadores e gestores portuários, ou seja, a aproximação da academia com o mercado”, destaca. Para a coordenadora científica do CIDESPORT, professora Dra. Sandra Rolim Ensslin, o evento “é uma oportunidade para que os pesquisadores mostrem como a academia pode ajudar a melhorar o desenvolvimento e propor novas soluções para o setor portuário”.
Como nas outras edições, os temas são abrangentes face a estratégia do Congresso de não focar em um único assunto específico em cada edição, assim permitindo maior flexibilidade na alocação de temas pontuais. A palestra de abertura vai falar sobre “Os desafios na infraestrutura dos modais aquaviário, rodoviário e ferroviário no Brasil” e será ministrada pelo pesquisador, Dr. Paulo Tarso Vilela de Resende – Diretor-executivo do Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura da Fundação Dom Cabral. Segundo ele, o maior desafio para o Brasil é diversificar sua matriz, ao mesmo tempo garantir investimentos, principalmente no setor rodoviário, para melhoria da qualidade das rodovias que hoje movimentam mais de 60% de todas as cargas. “A Infraestrutura de transportes no Brasil encontra grandes dificuldades para responder a um crescimento de demanda em diversos setores econômicos, principalmente no agronegócio. A matriz de transportes do país tem alta concentração nas rodovias, com baixa participação hidroviária e ferroviária, o que contribui sobremaneira para o aumento dos custos logísticos”, comentou Resende. 
O X CIDESPORT contará ainda com painéis sobre desempenho e automatização de terminais, operações com granéis líquidos, inovação na área de movimentadores de grãos e cases de boas práticas de gestão portuária. Nesse sentido, o Presidente do Porto Itapoá, Cássio Schreiner, vai falar sobre o crescimento da Baía da Babitonga, como um dos mais importantes ativos portuários do Brasil e dos investimentos que o Porto vem fazendo na sua estrutura. “Seremos o primeiro terminal da América do Sul a operar RTGs por controle remoto e adquirimos um novo portêiner, além de diversos outros equipamentos e tecnologias. Um investimento superior a UD$ 25 milhões. Também estamos concluindo a expansão de nosso pátio, o que nos dará 455 mil m² de área, capaz de armazenar até 29 mil TEUs de forma estática e até 2 milhões de TEUs por ano de forma dinâmica”, adianta Cássio. 
Patricio Junior, Diretor de Investimentos em Terminais da Terminal Investment Limited (TiL), que detém terminais portuários no mundo e no Brasil, como a Portonave, em Navegantes (SC), defende que o Brasil não pode perder a oportunidade de atrair novos e mais investimentos para os nossos portos, ampliando as possibilidades de aumentar a presença do país no comércio internacional. “Há capital internacional esperando condições reais e seguras para expandir a capacidade e competitividade das exportações brasileira pelos nossos portos”, complementa.  
Pelo segundo ano consecutivo, o Congresso terá um painel que trata de tema ligado ao ESG, neste ano, o hidrogênio verde. “Questões relacionadas à sustentabilidade, transição energética, meio ambiente serão discutidas nas próximas edições por acreditarmos que os portos precisam seguir este caminho, face ao impacto que geram na sociedade”, comenta Dutra. André Magalhães, Diretor Executivo Comercial do Porto de Pecém (CE) vai trazer o exemplo do Complexo Portuário cearense. “Vamos falar como Pecém está preparando a sua infraestrutura para a produção, transporte, armazenagem e distribuição de hidrogênio verde”, disse.
O CIDESPORT consolidou-se como um dos principais eventos técnicos-científicos do setor portuário. Veja a programação completa no site do evento.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt