12/03/2008

Brasil aposta em alimentos orgânicos para fechar negócios na Foodex




Alimentos orgânicos estão entre os destaques da participação brasileira na Foodex 2008, maior e mais importante feira asiática de alimentos e bebidas, que acontece esta semana na província de Chiba, no Japão. Empresas brasileiras levaram para o outro lado do mundo produtos derivados do guaraná - polpas, concentrados e chás -, sucos de frutas, mel e própolis. Também estão na Foodex produtos exóticos como o açaí e o melado de cana-de-açúcar, dentre outros apontados pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) como algumas das mercadorias mais consumidas no Japão. O mercado japonês é um dos grandes consumidores mundiais de alimentos orgânicos, principalmente em função da crescente preocupação com a saúde e o bem-estar. Em 2006, o Japão importou US$ 6,4 bilhões em produtos orgânicos, principalmente chás, cafés, sucos, frutas e verduras congeladas, cachaças, mel e própolis. O Brasil tem participação neste comércio: vendeu US$ 467,7 milhões para lá em 2006. Cultivados e produzidos sem a utilização de nenhum tipo de agrotóxico, os orgânicos brasileiros compõem um mercado em franca expansão, principalmente após o Governo Federal ter regulamentado o setor. A Lei 10.831, de 23/12/2003, publicada no Diário Oficial da União em 28/12/2007, define regras para produção e certificação para comercialização nos mercados interno e externo. Para tanto, foram criados mecanismos para mensurar as negociações e atrair investimentos de empresas do setor. Produtos O país asiático tem uma série de exigências para a importação de produtos do gênero, sendo a principal delas a necessidade de certificação do Japanese Agricultural Standard (JAS). As empresas brasileiras estão se adequando a este cenário. Quem estiver dando uma volta pelos corredores da Foodex encontrará, por exemplo, amostras de sucos orgânicos brasileiros nos sabores açaí, maracujá, maracujá-roxo, abacaxi e caju. O mercado japonês tem algumas peculiaridades às quais o exportador deve ficar atento. "Não dá para levar embalagem tetra pack, porque teria que colocar água e aí o volume aumentaria muito. Assim, o suco brasileiro vai na forma de polpa para que seja embalado ou engarrafado lá e adaptado ao paladar do japonês", conta Nelson Hirata, diretor da Tunipex, empresa fundada em 1992. "Nosso objetivo é introduzir efetivamente o suco tropical no Japão. Queremos fechar entre US$ 400 e US$ 500 mil em negócios a curto e médio prazo", prevê Hirata. Guaraná Em busca de espaço no mercado japonês, a Cooperagrepa apresenta na Foodex variações do guaraná em grão e em pó. "A meta não é comercializar a semente, já que o guaraná em si é muito amargo. Queremos desenvolver um produto com o sabor adequado ao da cultura que o estiver consumindo. Para o Japão, o guaraná tem que ser um pouco mais suave", explica Domingos Vargas, diretor-presidente da Cooperagrepa. A empresa, com sede em Terra Nova do Norte, no Mato Grosso, trabalha somente com produtos agroecológicos e orgânicos. Exporta melado de cana-de-açúcar, e açúcar mascavo para países europeus, como Itália e Áustria. Em sua primeira participação na Foodex, a Cooperagrepa espera conhecer melhor as particularidades do mercado japonês, para poder fechar algum negócio. Com clientes em Barbados, Estados Unidos, Espanha, Portugal, Grécia e Chipre, a Amacon quer agora chegar ao mercado japonês. "Acreditamos que lá há excelentes oportunidades para nossa empresa. E na Foodex poderemos aumentar nossa rede de relacionamento, já que a feira é visitada por pessoas de muitos países", explica Igor Menezes, coordenador operacional de comércio exterior. A empresa aposta no alto rendimento de seu concentrado de guaraná. "Fazemos 800 litros de bebida final, normalmente o refrigerante, para cada litro de concentrado", conta Menezes, ressaltando que o guaraná produzido pela Amacon é 100% natural. Outra que leva o guaraná brasileiro à Foodex é a Agrorisa, com sede em Manaus. A companhia fundada em 1994 vai pela quarta vez à feira e espera fechar US$ 200 mil em vendas de produtos orgânicos. "Vamos tentar emplacar o chá de guaraná, que é adequado aos hábitos de consumo do povo japonês", prevê Rivaldo Araújo, sócio-gerente da Agrorisa.


Quinta, 17 de Abril de 2014


 Setor de móveis e madeira debate rotas para crescer em Santa Catarina

Quarta, 16 de Abril de 2014


 Estatuto Estadual da Microempresa é aprovado na Comissão de Constituição e Justiça

Terça, 15 de Abril de 2014


 Governador Colombo recebe embaixador do Cazaquistão
 Fiesc apresenta linha de crédito para inovação em Lages

Segunda, 14 de Abril de 2014


 Ascensão da classe média chinesa abre oportunidades para o Brasil
 Fundo SC investiu R$ 12 milhões em empresas de base tecnológica
 Itajaí organiza o 1º Feirão de Empregos

Sexta, 11 de Abril de 2014


 Movimentação de contêineres no Complexo Portuário de Itajaí cresce 10%
 Mercoláctea 2014 vai reunir cadeia produtiva do leite em Chapecó
 Começa hoje a 1ª Vindima de Vinhos Finos de Altitude de Santa Catarina
 Curso gratuito capacita 140 pedreiros e mestres de obra em Itajaí e Ibirama

Quarta, 9 de Abril de 2014


 Mercomóveis 2014 conta com a presença do BRDE
 Balcão de Empregos em Itajaí tem cerca de 300 vagas disponíveis
 Imetro/SC inicia hoje operação especial para fiscalizar produtos de Páscoa
 Leilão para dragagem em Santos termina sem vencedor

Terça, 8 de Abril de 2014


 BMW criará mais de mil empregos com nova fábrica em Santa Catarina
 Cursos gratuitos para o setor atacadista estão com inscrições abertas em Itajaí

Segunda, 7 de Abril de 2014


 Sancionada a Lei de alteração do Plano Diretor de Porto Belo
 Prazo do Banco Central para a entrega da Declaração Anual de Capitais termina hoje
 Ministro apresenta programa de arrendamentos portuários em Washington

Sexta, 4 de Abril de 2014


 Volvo Ocean Race: 1 ano para Itajaí voltar a sediar um dos maiores eventos do mundo
 Tubos Ipiranga tem forte atuação no setor naval
 Oportunidades para uso do drawback são debatidas no 3º Meeting Comex
 Agência Tatticas inova e inaugura galeria com obras 3D
 Expedida a Licença Ambiental Prévia para a nova bacia de evolução do Complexo Portuário de Itajaí

Quinta, 3 de Abril de 2014


 Faturamento da Portonave cresce 22%
 Ano será bom para agricultura, mas alimentos devem encarecer
 Pesquisa revela que empresárias solteiras são mais ambiciosas e casadas são mais persistentes

Quarta, 2 de Abril de 2014


 Caminhão tanque fabricado pela Arxo equipa Aeroporto de Congonhas em São Paulo

Terça, 1 de Abril de 2014


 Diretor da Antaq afirma que a Intermodal é o fórum ideal para discutir temas do setor
 Itajaí é apresentado na “Volvo Ocean Race 2014-15 Conference”

Notícias de 2014

   Abril
   Março
   Fevereiro
   Janeiro

Notícias de 2013

   Dezembro
   Novembro
   Outubro
   Setembro
   Agosto
   Julho
   Junho
   Maio
   Abril
   Março
   Fevereiro
   Janeiro