quarta, 10 de agosto de 2022
10/11/2021

Olhos no futuro, pés no presente: Adjori implanta planejamento estratégico com foco em gestão por resultados


No ano alusivo aos 40 anos, a Adjori/SC se reinventa e dá outro passo importante rumo à qualificação dos seus processos e ações: a implantação do planejamento estratégico, bem como seus planos de governança e de comunicação e marketing decorrentes. O objetivo é, por meio de uma gestão alinhada e voltada a resultados, consolidar uma Associação ainda mais inovadora e excelente, cujo foco é atender com precisão aos anseios dos jornais associados (elo, voz e vez do interior) e, por conseguinte, promover o desenvolvimento local e regional, por meio da geração de informações e, principalmente, conhecimento de qualidade.

Nas palavras do presidente da Associação, que também preside a Adjori Brasil, José Roberto Deschamps, legitimar uma Adjori/SC proativa que atue em bloco, em todos os cantos e recantos catarinenses, preservando a sua essência, mas, ao mesmo tempo, edificando o progresso: "desde que fomos eleitos e assumimos em junho de 2019, com a nova Diretoria Executiva, composta por representantes de todas as macrorregiões do Estado - ao percebermos o impacto das mudanças e tendências, focamos nossos esforços - de forma colaborativa - em um novo movimento: fazer uma Adjori/SC maior e melhor. Não faremos nada sozinhos. Temos a convicção de que contaremos com o apoio imprescindível de cada associado, funcionário e parceiros (governamentais, institucionais, comerciais e editoriais)", disse Deschamps.

Na oportunidade, e entre as novidades, o presidente da entidade compartilhou, com os funcionários, um dos passos relevantes desse planejamento: o anúncio do Diretor Executivo da entidade, Marcos André de Siqueira.

Marcos de Siqueira é natural de Maravilha (oeste do Estado) e morou 28 anos em Curitiba (PR). É casado, pai de três filhas, possui graduação em Administração pela Unibrasil e MBA em Marketing pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atua como consultor há 20 anos, com vários trabalhos desenvolvidos na área de marketing para o setor privado. Foi sócio-diretor da empresa Share Marketing até julho de 2021, prestando serviços em branding, expansão de marca, desenvolvimento de projetos, novos produtos, comunicação digital e impressa, entre outros atributos, com vasta experiência em gestão, além do setor de comunicação e editoras, com trabalhos realizados para empresas de médio e grande porte.

O diretor executivo da Adjori/SC, função que inexistia, tem ciência dos desafios, e, sobretudo, com entusiasmo: "não é fácil iniciar, ser o primeiro. Tenho noção do tamanho da minha responsabilidade, do que temos de fazer e onde queremos chegar. Como disse, não farei nada sozinho. A Adjori/SC chegou até aqui com o apoio de todos, funcionários, associados, diretoria, parceiros e tenho convicção que faremos mais e venceremos juntos, um passo por vez", reitera Siqueira.

O planejamento estratégico, com o apoio da diretoria e funcionários, foi elaborado pela empresa WM Consultoria em Comunicação, Gestão e Imagem. Para o Prof. Dr. Willian Máximo, consultor da WM, com a sinergia de todos, a consequência será a colheita de resultados positivos: "a Adjori sempre se reinventou, com a competência, esmero e apoio de cada colaborador, seja interno ou externo. Semeamos juntos esse movimento e colheremos juntos, gradativamente, resultados promissores", disse Máximo.

O lançamento, que iniciou pelos colaboradores da entidade, aconteceu no último dia 5, na sede da entidade.



Blog

Países do ‘BRICS’ debatem como alavancar qualificação para indústria 4.0

A qualificação de profissionais para ocupações cada vez mais tecnológicas é foco dos trabalhos de um grupo de especialistas do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o chamado BRICS. A participação brasileira é liderada pela Confederação Nacional da Indústria, por meio do SENAI, a partir de indicação dos ministérios da Casa Civil e da Educação. O objetivo é criar estratégias para promover a capacitação padronizada entre os países.

“Somos reconhecidos por aliar a teoria e a prática. As discussões que estão em curso no grupo formado pelos países do BRICS vêm sendo amplamente abordadas em nossas formações. Não é uma agenda apenas de entidades privadas, ela exige políticas públicas mais robustas, com respaldo técnico e competência para guiar os debates”, destaca o diretor-regional do SENAI, Fabrizio Machado Pereira.

São oito grupos de trabalho, sendo um deles voltado para as áreas de inteligência artificial, machine learning e big data, coordenado pelo professor Valério Junior Piana, do Centro Universitário do SENAI em Chapecó. “Os grupos debatem temas como a falta de profissionais qualificados para atuar com as tecnologias da indústria 4.0 e as habilidades fundamentais para o futuro do trabalho, não apenas na indústria, mas também em outras áreas”, afirma Piana. “Estamos focando nas ocupações mais tecnológicas e o que fazer diante da falta de profissionais”, acrescenta.

Piana, que no SENAI coordena os cursos de graduação e pós-graduação em TI, cita, principalmente, a falta de profissionais qualificados na área de tecnologia para atuar com programação, automação e outros setores. O grupo de trabalho do BRICS atua com base no relatório do Fórum Econômico Mundial, que elenca habilidades que as pessoas precisam ter ou desenvolver, como criatividade, solução de problemas complexos, trabalho em equipe, entre outras, incluindo as habilidades e conhecimentos técnicos.

O grupo está elaborando uma proposta de esforço conjunto dos países para capacitar a força de trabalho. “Algumas alternativas que estamos sugerindo são a implementação de laboratórios-modelo, equipados para desenvolver as capacidades necessárias para o mundo do trabalho, e cursos de graduação e pós-graduação com currículos padronizados entre os países”, relata Piana.

O SENAI é referência mundial em qualidade de ensino. Capacita os trabalhadores da indústria por meio de educação profissional e superior, consultorias especializadas e serviços de inovação voltados ao desenvolvimento e à competitividade industrial. A instituição está presente em todos os estados brasileiros.

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt