segunda, 18 de dezembro de 2017
04/12/2017

Inauguração do Berço 3 é transferida para a segunda quinzena de dezembro


A inauguração do berço 3 do porto de Itajaí foi novamente adiada. A expectativa do prefeito Volnei Moratoni, que está aguardando a confirmação de uma data que seja compatível com a agenda do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Mauricio Quintela Lessa, é que o evento ocorra entre 19 e 22 de dezembro. A informação é da Superintendência do Porto de Itajaí, que informou as obras estão concluídas desde o final do mês passado.

A previsão inicial era de que a inauguração ocorresse dia 27 ou 30 de novembro, foi adiada para 05 de dezembro e agora passou para a segunda quinzena.

Enquanto isso o porto de Itajaí continua com o berço sem operar. Mas o que é mais um mês para uma obra que está com alguns anos de atraso, pois deveria estar concluída até julho de 2015, ou seja, 18 meses após a assinatura da ordem de serviço. 



Blog

Inauguração do Berço 3 é transferida para a segunda quinzena de dezembro

A inauguração do berço 3 do porto de Itajaí foi novamente adiada. A expectativa do prefeito Volnei Moratoni, que está aguardando a confirmação de uma data que seja compatível com a agenda do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Mauricio Quintela Lessa, é que o evento ocorra entre 19 e 22 de dezembro. A informação é da Superintendência do Porto de Itajaí, que informou as obras estão concluídas desde o final do mês passado.

A previsão inicial era de que a inauguração ocorresse dia 27 ou 30 de novembro, foi adiada para 05 de dezembro e agora passou para a segunda quinzena.

Enquanto isso o porto de Itajaí continua com o berço sem operar. Mas o que é mais um mês para uma obra que está com alguns anos de atraso, pois deveria estar concluída até julho de 2015, ou seja, 18 meses após a assinatura da ordem de serviço. 

Indefinição com relação as obras da nova bacia de evolução do Complexo Portuário do Porto de Itajaí

A continuidade das obras da nova bacia de evolução do Complexo Portuário do Itajaí está vinculada a assinatura de um termo aditivo no valor de R$ 25 milhões pelo Governo do Estado, o que não tem ainda data definida para acontecer, mesmo que os recursos já tenham sido autorizados pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A informação partiu do engenheiro Ivan Amaral, do quadro da Secretaria de Estado da Infraestrutura e fiscal da execução da obra.

Segundo Amaral, essa valor é pertinente às condicionantes ambientais exigidas pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma), que engloba os molhes dos pescadores e da Marina de Itajaí. Isso porque o Governo Federal não liberou os recursos para a segunda fase da obra, que seria realizada simultaneamente à primeira e alargaria o canal para 200 metros e prolongaria a extensão do molhe.

Segundo Amaral, a demora na assinatura do aditivo contratual pode paralisar a obra, cuja previsão de entrega é abril de 2018. No entanto, apenas 30% da nova bacia de evolução está dragada. Procurado, o diretor técnico da Superintendência do Porto de Itajaí, não se manifestou sobre o assunto.

 

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt