sábado, 11 de julho de 2020
02/06/2020 13:59

Obras em rodovias auxiliam escoamento de produção e logística durante pandemia

Entre março e maio, foram concluídas obras de pavimentação, duplicação e restauração de rodovias federais

ara assegurar a logística necessária ao transporte de bens no país, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) entregou diversas obras entre os meses de março e maio. As obras finalizadas nesse período de pandemia também auxiliam no transporte de equipamentos de segurança e proteção ao enfrentamento do Covid-19. 

Entre as principais entregas durante o período de pandemia estão duplicações e restauração de rodovias federais. Com a chegada da nova doença, as obras garantem geração de emprego e renda, sem descuidar da saúde dos trabalhadores uma vez que, de acordo com o Dnit, os empregados receberam orientações sobre a adoção de medidas de prevenção e cuidados relacionados ao novo coronavírus durante a execução das obras. 

Filho de caminhoneiro, o caminhoneiro autônomo, Aldacir Cadore, mora em Goiás e está mais que acostumado à vida na estrada. Ele contou que percebeu as melhorias feitas nos últimos meses. 

“Desde que começou essa época de pandemia o governo não parou, a gente percebe nas BRs. Quero deixar aqui frisado que isso só tem a melhorar para nós a categoria, em qualidade de vida, em custo-benefício pra o caminhão, mais tranquilidade, mais segurança”, disse Caldore. 

Cadore destacou que as rodovias bem pavimentadas e duplicadas trazem benefícios como ganho de tempo e redução dos gastos com manutenção nos caminhões. “Dentre os 20 pontos que foram entregues nessa época de pandemia, isso nos auxilia muito”, afirmou. 

Obras nas rodovias 

Em Roraima, foi concluída a pavimentação de um trecho 43,8 quilômetros na BR-432, reduzindo o tempo de deslocamento entre a capital do estado, Boa Vista, e a capital do Amazonas, Manaus, o que contribui para o escoamento da produção. 

No Centro-Oeste, as equipes do Dnit concluíram a restauração de oito quilômetros na BR-080, em Goiás. A BR-262, no Mato Grosso do Sul, importante corredor para escoamento da safra e indústria de papel e celulose, teve mais 15 quilômetros de pista restaurada. 

Na BR-367, em Minas Gerais, foi concluída a obra de construção, reforço e alargamento da ponte sobre o rio Araçuaí. Já no Mato Grosso do Sul, foram finalizados os serviços de alargamento das pontes sobre os córregos Palmito e Moeda, na BR-158, no Mato Grosso do Sul. 

No Rio Grande do Norte, o Dnit completou as obras de recuperação, reforço e reabilitação da ponte rodoviária Felipe Guerra, localizada no km 115,34 da BR-304.

Rodovias duplicadas 

O Dnit concluiu diversas obras de duplicação nas rodovias federais, a exemplo da BR-381, em Minas Gerais, onde foram entregues este mês 15 quilômetros de pista duplicada.

Já na BR-101, na Bahia, foram finalizados mais de 15 quilômetros de duplicação entre os municípios de Esplanada e Entre Rios. Em Sergipe, a BR-101 conta com mais nove quilômetros de pista duplicada. 

Na região Sul, foram concluídos mais 22 quilômetros de duplicação na BR-116/RS entre Guaíba e Pelotas e a BR-392/RS teve mais 3,5 quilômetros duplicados que foram abertos ao tráfego.

No Paraná, a equipe do Dnit finalizou as obras de duplicação de 8,3 quilômetros da BR-163. Em Santa Catarina, na BR-470, foram liberados trechos duplicados e mais sete quilômetros de pista foram restaurados.  

Transporte Aquaviário 

O Dnit possibilitou ainda o funcionamento emergencial do sistema de transposição da eclusa de Tucuruí, no rio Tocantins, estado do Pará. A iniciativa permite a passagem de uma Unidade Básica de Saúde Fluvial que está auxiliando nas ações de combate ao Covid-19 na região. 

O Dnit também inaugurou a Instalação Portuária de Pequeno Porte (IP4) da Vila Amazônia, no município de Parintins (AM). O local fornece produtos agrícolas a outras 46 comunidades. 

Transamazônica 

No último sábado (30), foram inaugurados mais 32 quilômetros das obras de pavimentação da rodovia BR-230, conhecida como Transamazônica. O trecho, que liga o município de Itupiranga a Novo Repartimento, no Pará, faz parte das obras de 101,9 quilômetros da rodovia federal, que conta com R$ 219 milhões de investimento. 

Com essa entrega, o Dnit totaliza a execução de 90 quilômetros. As equipes já iniciaram os trabalhos nos 12 quilômetros restantes que devem ser concluídos até novembro. A BR-230 é uma das rodovias mais importantes do país, como 4.200 quilômetros, iniciando na Paraíba, atravessando as regiões Nordeste e Norte, chegando até o município de Lábrea, no Amazonas.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt