quarta, 10 de agosto de 2022
22/06/2022 13:29

Embrapii e BNDES destinam R$ 50 mi a inovação na indústria

Parceria foi apresentada nesta terça (21) na FIESC; recursos são destinados a projetos de inovação em transformação digital de indústrias de todos os portes e setores; em cada projeto, 50% do valor não será reembolsável e o restante será dividido entre a indústria beneficiada e a unidade Embrapii que apoiará o projeto

Indústrias brasileiras de todos os portes e setores podem acessar recursos na ordem de R$ 50 milhões (sendo parte não reembolsável) para aplicar em projetos de inovação na área de transformação digital. Apresentada nesta terça-feira (21) na Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), em Florianópolis, a iniciativa é da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) em parceria com o Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES).

“Essa parceria vai ao encontro da necessidade de fortalecer nossa capacidade de inovação e desenvolvimento da competitividade da indústria brasileira”, afirmou o diretor de Inovação e Competitividade da FIESC, José Eduardo Fiates. “Nosso incremento do Produto Interno Bruto (PIB) somente terá um crescimento efetivo com a agregação de tecnologia e inovação e, neste caso, o investimento estatal é fundamental”, salientou. Fiates observa que o Brasil precisa avançar em sua política industrial, pois atualmente investe em torno de 6 bilhões de dólares anuais em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I). “É um montante muito aquém dos investimentos da China ou dos Estados Unidos”, comparou. Segundo ele, os investimentos anuais chineses em PD&I se aproximam de R$ 250 bilhões de dólares (em torno de 2% do seu PIB de 12 trilhões de dólares) e representam o dobro do volume de investimentos dos EUA, cujo PIB é da faixa de 20 trilhões de dólares.

::: Assista a íntegra do evento:


O diretor substituto de planejamento e relações institucionais da Embrapii, Fábio Stallivieri, salienta que a parceria foca o desenvolvimento de projetos e soluções tecnológicas em transformação digital. “É aberta uma nova janela de oportunidade para as empresas do estado avançarem em termos de inovação e, em consequência, em sua produtividade, reduzindo significativamente o custo da inovação para as empresas”, destaca. Segundo Stallivieri, até 50% dos recursos não são reembolsáveis e os outros 50% devem ser divididos entre as empresas e uma das 76 unidades Embrapii, entre elas os Institutos SENAI de Inovação em Florianópolis e Joinville, que devem participar do desenvolvimento da inovação.

“Temos uma grande expectativa de alcançar um maior número de empresas, permitir alavancar recursos privados de maneira mais ágil e contratar projetos em período mais curto, além de aumentar o alcance e a efetividade dos recursos ao longo do tempo”, disse Sérgio Schmidt, engenheiro da área industrial do BNDES.

Sobre os recursos

Dois focos principais norteiam a parceria. O primeiro é voltado para “Soluções digitais para Agro, Saúde, Cidades Inteligentes e Indústria 4.0” e prevê investimentos em soluções digitais que tornem serviços e processos produtivos mais seguros, eficientes e inteligentes, como automação e robótica; Internet das Coisas (IoT); Inteligência Artificial (IA); Blockchain; computação em nuvem, entre outros. 

Já o segundo está dedicado a “Sistemas e Componentes para Conectividade” e é direcionado para o desenvolvimento de tecnologias para serviço de telefonia móvel de quinta geração (5G). A iniciativa visa desenvolver inovações em soluções aplicadas a plataformas de hardware, seus sistemas e componentes para o desenvolvimento das tecnologias de 5G, OpenRAN e semicondutores.

Além de recursos não reembolsáveis, as empresas também contarão com apoio técnico para desenvolver o projeto. O Ecossistema da Embrapii possui uma rede de 76 Unidades Embrapii-ICTs credenciadas com infraestrutura de ponta e pesquisadores qualificados para apoiar a indústria a superar seus desafios tecnológicos.

Sobre a Transformação Digital

É o processo que envolve a utilização de tecnologias digitais para criar ou modificar os modelos de funcionamento de negócios, cultura e experiências do cliente, com o objetivo de atender às mudanças de comportamento e novas demandas de mercado. Envolve soluções voltadas para a gestão de Dados (Big Data), Data-driven marketing, IOT, realidade virtual e aumentada, IA, conectividade e business intelligence, aplicáveis aos mais diversificados setores industriais, da agricultura à saúde, por exemplo. Em sete anos, a Embrapii apoiou 657 projetos destinados à área de Transformação Digital, dos quais 423 já foram concluídos, resultando em 346 pedidos de propriedade intelectual. No total, 462 empresas foram beneficiadas com investimentos de mais de R$ 886 milhões.  




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt