terça, 23 de abril de 2024
09/09/2022 15:38

25ª edição do São Paulo Boat Show consolida busca do Brasil por lugar entre maiores países no mercado náutico global

Setor faturou cerca de R$ 2 Bi em 2021, com quase 70% das vendas realizadas nos estados de SP e RJ, ultrapassando os números do mercado estado unidense no mesmo período

O Grupo Náutica anuncia as datas da 25ª edição do São Paulo Boat Show, que acontecerá entre os dias 23 e 28 de setembro. Segundo dados da Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e Implementos (Acobar), a feira é o principal evento nacional de inovação, conteúdo e vendas dentro do setor náutico. Apenas em 2021, R$ 2 Bi circularam no país, com cerca de 70% das vendas de embarcações sendo realizadas nos eventos Boat Show nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. Mesmo com a forte crise econômica impulsionada pela pandemia de COVID-19, a busca por barcos de luxo e experiências náuticas cresceram 36% em comparação com o período pré-pandêmico. A expectativa deste ano é de movimentar cerca de R$ 300 milhões.
 
Ao longo dos seis dias, o público terá a oportunidade de acompanhar as novidades do setor, além de negociar uma diversidade de produtos ofertados – que vão desde embarcações de entrada, mais acessíveis, como o modelo Lancha Mestra 160 Fishing, de 16 pés, com motor de popa de 50 hp, ideal para pesca, que custa aproximadamente R$ 79 mil; até barcos altamente tecnológicos, como o iate Intermarine 24M, de 24 metros de comprimento, avaliado em cerca de R$ 36 milhões. Entre as inovações, uma das maiores previstas para a feira é o Sea-Doo Switch, embarcação ainda não comercializada no Brasil, de 21 pés, com capacidade para transportar até 14 pessoas em um deck espaçoso e equipado para esportes aquáticos.
 
O evento contará ainda com a 1ª edição do Náutica Talks, um circuito com mais de 20 palestras reunindo famosos e grandes nomes do mercado como Iberê Thenório, do Manual do Mundo; Michel Icart e Marina Rosa, do canal Motion Me; o ator Max Fercondini; o apresentador Carlos Nascimento e o velejador Beto Pandiani, programadas para acontecer paralelamente à feira de negócios, trazendo informações e dicas na hora de adquirir uma embarcação, relatos de vivências no mar, temas de serviço e histórias inspiradoras.
 
Dados do Ministério do Turismo reforçam a capacidade do país enquanto gerador de renda com seus recursos de navegabilidade. São 8 mil quilômetros de costa, mais de 1200 ilhas oceânicas e aproximadamente 35 mil quilômetros de rios e lagos. “Temos o compromisso de ampliar não apenas a acessibilidade ao turismo náutico, mas o conhecimento sobre as oportunidades que esse mercado oferece ao público brasileiro. Hoje representamos somente 0,4% do PIB mundial – especificamente no setor de navegação, um potencial que pode crescer em mais de cem vezes”, comenta Thalita Vicentini, diretora geral do evento.
 
Assim como na última edição, cerca de 100 marcas expositoras participarão trazendo desde brinquedos náuticos até cotas de compartilhamento de embarcações – que devem partir de pouco mais de R$ 41 mil para cota Prime Share de uma lancha nova de 19 pés. Além das vendas, o Grupo Náutica, organizador do evento, destaca o aumento no investimento de empresas estrangeiras na produção de embarcações e insumos náuticos no próprio Brasil, fomentando a fabricação local. Para se ter ideia, uma instalação de apoio com 300 embarcações tem impacto direto, indireto e induzido de R$ 141 milhões por ano na economia regional e garante até 780 postos de trabalho, segundo estudo encomendado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo. Apenas o Boat Show será responsável por 7 mil empregos no evento de São Paulo, com equipe de apoio em toda a cadeia de produção, realização e desmontagem.
 
As expectativas de crescimento do setor em 2022 giram em torno de 15 a 20% com relação ao ano anterior. “Nós não desenvolvemos apenas uma exposição. Criamos um ecossistema de ações que valorizam um dos maiores mercados em potencial de ascensão do Brasil. Nosso setor pode mudar a realidade de toda uma sociedade e ainda gerar trilhões em faturamento como observamos em países Europeus com 50 vezes menos capacidade náutica”, afirma Ernani Paciornik, presidente do Grupo e idealizador do Boat Show.
 
Como na edição passada, o público poderá acompanhar o evento virtualmente pelo Canal Náutica, no Youtube, e redes sociais do Boat Show e da Revista Náutica, com acesso a entrevistas exclusivas e a tudo que estiver acontecendo e sendo exposto da feira. Paralelamente, também ocorrem o Espaço dos Desejos, que reunirá em primeira mão os bastidores das novidades, luxos e inovações do mercado aspiracional, e a 7ª edição dos Destinos Náuticos, apresentando as principais regiões turísticas do segmento no país.
 
Os interessados em participar da feira podem adquirir seus ingressos antecipados por meio do site www.saopauloboatshow.com.br.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt