sexta, 12 de abril de 2024
31/01/2023 09:52

Porto Itapoá adquire novo scanner para inspeção de contêineres

A expectativa do Terminal é dobrar a capacidade de inspeção, aumentando a qualidade e velocidade de vistorias

O Porto Itapoá adquiriu um novo scanner para inspecionar os contêineres que entram em seu pátio. O equipamento modelo HCVM XT, da empresa britânica Smiths Detection, é o primeiro em território brasileiro. A nova aquisição - um investimento de cerca de R$ 10 milhões – chegou em janeiro e deve entrar em operação até março.

A expectativa é que o novo aparelho traga um importante ganho de produtividade, segundo o diretor de Operações, Meio Ambiente e Tecnologia do Porto Itapoá, Sergni Pessoa Rosa Jr. O terminal catarinense passará agora a atuar com dois scanners. “Isso traz mais segurança para todos os envolvidos no processo: Receita Federal, Exportadores, Importadores, Transportadores e colaboradores do Porto Itapoá”. 

O novo scanner, destaca o diretor, é de última geração e possui tecnologia que melhora a eficiência das atividades de inspeção. “Temos feito importantes investimentos em tecnologia para ampliar nossa segurança e capacidade operacional”, diz Sergni. 

O delegado da Alfândega da Receita Federal de São Francisco do Sul, Claiton Meyer, responsável pela atuação da instituição em Itapoá, reforçou a importância dos equipamentos. “A utilização de dois escâneres significa um aumento da disponibilidade de equipamentos para as vistorias. Com a entrada em operação do novo escâner, além da maior quantidade de vistorias de contêineres em um tempo menor, a tendência é a diminuição da necessidade de vistorias físicas”.

Além disso, Meyer destaca o ganho qualitativo das vistorias. “O novo scanner a ser utilizado no Porto Itapoá trará melhor qualidade de imagem, dessa forma, facilitará a identificação das mercadorias constantes na unidade de carga e, consequentemente, ajudará na identificação de ilícitos”, explica o delegado.

Investimento em infraestrutura

Em 2022 o Porto Itapoá adquiriu do fabricante ZPMC um STS (Porteiner) de lança com alcance de 70 metros e dez RTGs (guindastes móveis sobre pneus) híbridos com consumo de combustível 3 vezes inferior a um RTG convencional além de serem controlados remotamente. Porto Itapoá será o primeiro porto do Brasil a utilizar este tipo de equipamento. Cinco equipamentos chegarão em maio e os demais juntamente com o STS em dezembro de 2023. “Os objetivos da aquisição de RTGs controlados remotamente, além da inovação e sustentabilidade, é oferecer maior conforto e ergonomia aos operadores o que nos trará maior satisfação, eficiência e produtividade”, destaca Sergni. 

Além do STS e dos RTGs, em abril de 2022, o Porto Itapoá adquiriu duas novas empilhadeiras Reach Stacker, empregadas nas operações no pátio do Terminal. O objetivo é potencializar o atendimento das atividades de navio e pátio, complementando as operações com os RTGs.

Os equipamentos da marca Kalmar têm capacidade de movimentar 45 toneladas e possuem uma série de tecnologias para a segurança do operador. O porto já contava com três equipamentos similares.

Outra importante aquisição foram nove caminhões terminal tractors (TTs) do fabricante nacional Rucker – que chegaram em julho de 22. Os veículos juntaram-se à frota de 40 unidades, e podem carregar, cada um, 65 toneladas, equivalente a dois contêineres de 20 pés.

Sobre o Porto Itapoá

O Porto Itapoá iniciou suas operações em junho de 2011, sendo considerado um dos terminais mais ágeis, eficientes e sustentáveis da América Latina e um dos maiores e mais importantes do País na movimentação de cargas conteinerizadas, segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ). Situado no litoral norte de Santa Catarina, o Porto Itapoá está posicionado entre as regiões mais produtivas do Brasil, contemplando importadores e exportadores de diversos segmentos empresariais.

Sua localização privilegiada, na Baía da Babitonga, proporciona condições seguras e facilitadas para a atracação dos navios. Com águas calmas e profundas, a Baía é ideal para receber embarcações de grande porte, uma tendência cada vez mais adotada na navegação mundial. 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt