segunda, 15 de julho de 2024
09/02/2023 20:32

Município vai solicitar ao Governo Federal mais agilidade no processo de leilão do Porto de Itajaí

Proposta que será enviada na próxima semana foi definida em reunião com entidades, sindicatos e autoridades na quarta-feira (08)

O Município de Itajaí realizou, na quarta-feira (08), a primeira reunião do grupo de trabalho definido tratar sobre a situação do Porto de Itajaí. No encontro, que ocorreu na Superintendência do Porto de Itajaí e contou com a presença de representantes de entidades e sindicatos ligados aos trabalhadores portuários, associação empresarial e outras autoridades municipais, foram discutidas propostas que estarão em um documento destinado ao Governo Federal para solicitar mais agilidade no processo de leilão do terminal.

Durante a próxima semana, o superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga, juntamente com o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, cumprirão agenda em Brasília para levar o documento ao ministro de Portos e Aeroportos do Brasil, Márcio França. A reunião está prevista para a terça-feira (14).

"Desenvolvemos uma proposta de consenso entre Município, entidades, sindicatos e a comunidade itajaiense para apresentar ao Governo Federal na próxima semana. O objetivo é solicitar agilidade no leilão do terminal para proporcionar mais segurança nas operações portuárias e também para que possamos retomar o crescimento do Porto de Itajaí, com todos os investimentos para competitividade do terminal”, informa o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Além da agilidade no processo que vai definir a empresa que assumirá a operação do Porto pelos próximos 30 anos, foram pautadas na reunião discussões sobre a situação dos berços 3 e 4, bem como as funções da Autoridade Portuária Pública e projetos futuros para o Porto de Itajaí. "O consenso é a manutenção da Autoridade Portuária Pública e Municipal. A reunião com o ministro Márcio França tem o objetivo de confirmar essa reivindicação pelos próximos 35 anos e garantir o edital de arrendamento com prazo máximo de um ano", afirmou o superintendente do Porto de Itajaí, Fábio Veiga.

No documento elaborado na reunião, também foram destacados para o Governo Federal pontos que devem ser considerados no leilão. Entre eles estão questões como dragagem do canal de acesso, conclusão da via expressa portuária e outras obras necessárias para o recebimento de navios de maior porte, como a segunda etapa da Bacia de Evolução. 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt