segunda, 15 de julho de 2024
17/07/2023 10:23

Investimento de R$ 300 milhões projeta maior Terminal de Granéis Líquidos de SC em Itajaí

Projeto da obra será apresentado à comunidade no próximo dia 20 de julho, em audiência pública na Sociedade Cultural e Assistencial Tiradentes

O Estaleiro Itajaí terá um investimento de mais de R$ 300 milhões na implantação do Terminal de Granéis Líquidos Itajaí (TGLI). Será a instalação mais moderna do país, dotado com rigorosos sistemas de automação visando a segurança ambiental e a prevenção de acidentes.
 
A previsão é que, quando em plena operação, o TGLI proporcione uma arrecadação adicional de mais de R$ 300 milhões por ano na geração de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e ao menos R$ 5 milhões por ano de Imposto Sobre Serviços (ISS). A obra do empreendimento poderá levar até 36 meses para ser concluída e deverá criar mais de 200 empregos diretos, com prioridade para o mercado local. 
 
Em operação, estima-se que o terminal irá gerar em torno de 144 empregos diretos e mais de 500 empregos indiretos. O empreendimento irá potencializar o nascimento de um novo segmento econômico em Itajaí, resgatando a importância estratégica da cidade na distribuição de combustível para o estado de Santa Catarina.
 
O projeto da obra será apresentado à comunidade de Itajaí no próximo dia 20 de julho, às 19h, em audiência pública a ser realizada na sede social da Sociedade Cultural e Assistencial Tiradentes, no bairro Barra do Rio.
 
O PROJETO
 
O terminal aproveitará parte da estrutura física que já existe no estaleiro. Serão 4 fases de implantação, com previsão de serem construídos até 17 tanques para armazenamento e distribuição de combustíveis, como gasolina, diesel, biodiesel, etanol anidro e etanol hidratado, com uma capacidade estática de armazenagem de 117.924 metros cúbicos.
 
Pelo projeto, o TGLI vai receber navios com capacidade para transportar de 60 mil a 100 mil metros cúbicos de granéis líquidos. O terminal ocupará pouco mais de 100 mil metros quadrados de sua área, cerca de 60% da área total do terreno. A estrutura do berço será construída sobre estacas, sendo composta por dolfins de amarração e atracação e uma plataforma de operação, não proporcionando alterações nas condições atuais do rio.
 
Com o TGLI, Santa Catarina deixará de depender unicamente do fornecimento de combustíveis a partir do Paraná e do Rio Grande do Sul. Atualmente, o combustível utilizado no Estado é transportado a partir das refinarias dos dois estados vizinhos e parte, via importação através do Porto de Paranaguá, em navios tanques. Itajaí terá mais uma grande alternativa logística para seu abastecimento.
 
SEGURANÇA
 
O terminal será dotado dos mais modernos e rigorosos sistemas de segurança ambiental em operação portuária e movimentação de líquidos, atendendo aos padrões internacionais. Contará com um sistema de combate a incêndio, incluindo geração de espuma, hidrantes de alta performance, baterias de extintores, anéis de resfriamento nos tanques e sistema de detecção e alarme de incêndio. Além disso, seus tanques serão dotados de selos internos que é uma membrana instalada internamente nos tanques, que possibilita eliminação de emissão de gases e perda de produtos, proporcionando uma maior segurança operacional. 
 
O TGLI contará ainda com uma brigada para atuar em emergências, que será constantemente treinada e capacitada na prevenção e combate a emergências.
 
A frota de caminhões que irá atender ao terminal, em sua primeira fase, é estimada em cerca de 250 caminhões/dia, sendo o fluxo realizado apenas em horário comercial (das 08h às 17h), com a chegada ao terminal programada e pré-agendada. O TGLI prevê operar com todas as etapas do terminal instaladas em torno de 3 milhões de m³ de combustíveis por ano.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt