quinta, 18 de abril de 2024
11/10/2023 16:48

Porto de São Francisco do Sul triplica a exportação de milho em 2023


Trinta e oito navios partiram de São Francisco do Sul este ano carregando 2,5 milhões de toneladas de milho, principalmente, para a China.
O número representa um aumento de 200% com relação ao mesmo período de 2022, quando foram exportadas 839 mil toneladas do grão.

De acordo com o último levantamento da autoridade portuária do Norte catarinense, divulgado esta semana, somente em setembro foram 806 mil toneladas de milho enviadas ao exterior, praticamente atingindo num mês o total exportado em 2022 (839 mil toneladas).

A exportação triplicou em um ano, passando de 806 mil toneladas para 2,5 milhões de toneladas, graças à supersafra de milho no Brasil, que deve alcançar 126 milhões de toneladas na colheita 2022/23.

Certificação internacional
O recorde na exportação a partir de São Francisco foi alavancado pela certificação sanitária concedida pela China ao Porto, em maio.
A habilitação atesta que o Terminal Graneleiro atende a todos os requisitos sanitários e aos padrões de qualidade exigidos pelo país asiático.
A certificação, realizada pelo Ministério da Agricultura do Brasil em parceria com a Administração Geral de Alfândegas chinesa, assegura ainda o cumprimento de exigências como quarentena, transporte, armazenamento e processamento adequado do milho.

Exportações representam 60%
A movimentação total de setembro no Porto de São Francisco chegou a 1,6 milhão de toneladas, crescimento de 33% com relação ao mesmo mês do ano passado.
A exportação representou 60% das cargas, com 964,5 mil toneladas, impulsionada pelo milho, soja e óleo vegetal. Já a importação atingiu 647,5 mil toneladas (40%), principalmente com bobinas de aço e fertilizantes.

Aumento anual de 26% 
A movimentação de mercadorias nos nove primeiros meses de 2023 chegou a 12,4 milhões de toneladas, representando um aumento de 26,5%, se comparado com o mesmo período de 2022.
Foram 7,5 milhões de toneladas de exportação e 4,9 milhões de toneladas de importação.
“De janeiro a setembro já conseguimos movimentar a mesma quantidade de mercadorias que nos 12 meses do ano passado: 12,6 milhões de toneladas”, comemora o presidente do Porto, Cleverton Vieira.
“As melhorias na infraestrutura do Porto, graças ao apoio irrestrito do governador Jorginho Mello, foram fundamentais para atingir esse número”, completa Vieira, prevendo um recorde histórico de movimentação de cargas até o final do ano, que deve superar os 15 milhões de toneladas.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt