terça, 21 de maio de 2024
12/04/2024 09:31

Mais de 830 mil toneladas movimentadas registram marco histórico para o Porto de Imbituba


A Autoridade Portuária Imbitubense concluiu o mês de março comemorando um novo recorde histórico, motivado por números extraordinários na movimentação de cargas e que refletiram em um resultado a ser comemorado. O Porto de Imbituba registrou a operação de 834.151 mil toneladas de cargas, resultando em um robusto crescimento de 18%, se comparado ao mesmo mês de 2023 (710.346 mil ton) e de 9% em relação ao mês de abril do último ano (767.772 mil ton), quando foi registrado o recorde anterior em movimentação de cargas.

Em março, houve 26 atracações, resultando em uma média de 32 mil toneladas por navio atracado, dados que demonstram um vultoso volume de operações por embarcações.

As exportações continuam como o principal fluxo dos produtos que passaram pelo Porto, movimentando mais de 541,9 mil toneladas, aumento de mais de 11% em relação a fevereiro (488,2 mil toneladas). Dentre todos os embarques e desembarques, os maiores volumes operados foram de trigo, farelos de soja e milho, contêineres, coque de petróleo e sal.

Para o secretário de Portos, Aeroportos e Ferrovias (SPAF), Beto Martins, os números seguem confirmando o crescimento no desempenho do Porto. “O cenário positivo aliado ao bom trabalho de gestão do porto tem proporcionado este bons resultados, que só contribuem para a economia catarinense”, afirma Martins.

“O Porto de Imbituba vem se consolidando como uma alternativa logística competitiva e eficiente, possuímos condições naturais favoráveis e uma proximidade à BR-101 que nos diferencia de outros portos”, destaca o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Urbano Lopes de Sousa Netto.

O diretor de Infraestrutura e Operações do Porto, José João Tavares, explica que o aumento dessa movimentação foi fortemente influenciado pelos incrementos nos maiores volumes operados de trigo, farelos de soja e milho, contêineres, coque de petróleo e sal.

“Este é um resultado que marca um momento de evolução para o Porto de Imbituba. Os números expressam todo um trabalho coletivo que vem contribuindo para o desempenho do Porto de Imbituba e da cidade de Imbituba”, garante Cássia Reis, gerente do Departamento de Operações Portuárias da SCPAR Porto de Imbituba.

Em 2024, a liderança das exportações (60% do total), na movimentação total de cargas, vem acompanhada da significativa alta de 42,4% na tonelagem enviada ao exterior, se comparado ao realizado no mesmo mês do último ano. No sentido inverso, as importações garantiram a fatia de 30,4% das operações. Já a cabotagem (navegação em águas brasileiras), representou aproximadamente 11% da movimentação do Porto no mês de março, apresentando um acréscimo de 21,7% na tonelagem de cargas em relação ao mesmo mês de março do ano passado.

As principais cargas transportadas, no mês de março, foram do segmento de granéis sólidos (80% do total) e no ranking geral de movimentação, aparecem no topo: trigo, farelos de soja e milho, contêineres, coque de petróleo e sal. Concluem a relação ainda: cevada, toras de madeira e hulha betuminosa, dentre outros gêneros de produtos.

Segue em destaque, o prosseguimento do embarque de 385 toneladas de componentes do projeto de geração de energia eólica, em desenvolvimento no estado do Ceará.

Segundo dados do Governo Federal, as operações de importação e exportação em Imbituba movimentaram aproximadamente 470 milhões de dólares entre janeiro e março de 2024.

Assim, em 2024, a Autoridade Portuária prevê um aumento de mais de 8,5 milhões de toneladas em movimentação de cargas. Junto a isso e como parte do Planejamento Estratégico da SCPar Porto de Imbituba, 2024 prevê investimentos de aproximadamente 100 milhões em obras e tecnologias, com destaque para o aumento da sinergia e da busca pela efetividade da relação porto-cidade.

 

Assessoria de Comunicação da SCPAR Porto de Imbituba




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt