segunda, 22 de julho de 2024
07/06/2024 17:04

Em cinco anos, Portos do Paraná investe R$100 milhões em programas ambientais e sociais

Atualmente são 11 programas socioambientais com foco nas demandas das comunidades litorâneas do Paraná

No dia do meio ambiente (05), a Portos do Paraná comemora o investimento de R$100 milhões em dezenas de programas ambientais e sociais no litoral paranaense, no período entre 2019 e 2023. Ao todo, cinco linhas seguem em atuação: o apoio ao público jovem, saneamento básico, turismo e cultura socioambiental, fortalecimento da pesca artesanal e também das associações comunitárias.

Os projetos são reportados diretamente ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) através de relatórios periódicos e estão ligados diretamente às demandas repassadas pelas comunidades. “A relação entre a Portos do Paraná e as comunidades está cada vez mais próxima, fluída e acontecendo de maneira cada vez mais integrada. Um dos projetos ambientais mais recentes que estamos desenvolvendo é o convênio com a Universidade Federal do Paraná, para implementar o tratamento de esgoto em todas as casas de moradores da Ilha de Eufrasina”, enfatizou o diretor de Meio Ambiente da Portos do Paraná, João Paulo Santana.

O programa citado busca melhorar a qualidade de vida dos moradores e preservar a baía de Paranaguá, substituindo os sistemas rudimentares de tratamento de esgoto, instalados em um ambiente rochoso e com grande declive, por sistemas ecológicos e de baixo custo. Além disso, serão aplicadas oficinas de produção de produtos de limpeza ecológicos com os moradores e feito o monitoramento da balneabilidade das águas.

“A gente está conseguindo, através da educação ambiental, levar soluções para problemas das diversas comunidades da nossa área de influência direta. Utilizamos metodologias que a permacultura nos permite para fazer diagnósticos e oferecer, através de técnicas alternativas, soluções sustentáveis”, enfatizou o diretor.

Entre as ações educacionais, o destaque vai para o Programa de Educação Ambiental (PEA), que reúne 11 projetos de cunho socioambiental, e traz os princípios e práticas da permacultura. 1.397 pessoas foram beneficiadas somente no ano passado. 

Um dos principais projetos da Portos do Paraná é o Porto Escola – Educação para Sustentabilidade, em que a Portos do Paraná realiza palestras para os alunos do 5º ano das redes municipais de ensino de Paranaguá e Antonina sobre meio ambiente e funcionamento do porto, seguida de uma visita guiada ao cais. Desde o início, em 2015, mais de 12 mil alunos já participaram do projeto.

Os projetos “Selo Verde” e “Compostar para Cultivar” também auxiliam nas demandas ambientais das comunidades. O primeiro funciona como um sistema de certificação de boas práticas ambientais para comércios da região, incentivando melhorias no sistema de gestão de resíduos sólidos das comunidades participantes.

Já o projeto “Compostar para Cultivar” busca incentivar e promover a compostagem, bem como a prática de hortas agroecológicas. O projeto atua desde 2021 com compostagem residencial e promoveu a instalação de composteiras nas duas escolas da Ilha do Mel, totalizando cerca de uma tonelada de resíduo ao ano, que deixa de ser destinado ao aterro sanitário.
 
Plano de descarbonização 

Além dos investimentos em programas sociais e ambientais, os portos paranaenses buscam reduzir a emissão de gases de efeito estufa. Para isto, a Fundación Valenciaport, que é referência mundial na área, está realizando um diagnóstico e irá desenvolver o Plano de Descarbonização da Portos do Paraná. 

Além da elaboração do projeto, a empresa pública também é signatária da Aliança Brasileira para Descarbonização de Portos e está alinhada aos Objetivos do Desenvolvimento de Sustentável (ODS) da ONU. A parceria entre a Portos do Paraná e o centro espanhol de pesquisa e inovação teve início oficialmente em 2020, quando a empresa pública firmou um termo de cooperação técnica com a Fundación.
 
As ODS da Portos do Paraná
A Portos do Paraná também aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU). São 17 propósitos que abordam os principais desafios de desenvolvimento enfrentados no mundo.

Os trabalhos realizados pela diretoria de Meio Ambiente já atingem os seguintes objetivos: 

• ODS 3 – Saúde e Bem-Estar;
• ODS 6 – Água potável e saneamento;
• ODS 7 - Garantir o acesso à energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos;
• ODS 8 - Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos;
• ODS 9 - Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;
• ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis;
• ODS 13 - Tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus impactos;
• ODS 14 – Vida na água;
• ODS 15 – Vida terrestre;
• ODS 17 - Parcerias e Meios de Implementação.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt