segunda, 22 de julho de 2024
12/06/2024 15:41

Porto de Imbituba atinge mais de 3,6 milhões de toneladas em operações de cargas

A movimentação de açúcar, com 50,8 mil toneladas, é um dos destaques do mês

Dando continuidade à trajetória de resultados expressivos, a Autoridade Portuária de Imbituba concluiu os primeiros cinco meses do ano com números pujantes. Em relação ao mesmo período de 2023 houve um crescimento de 13% na movimentação de cargas, somando mais de 3,6 milhões de toneladas, recorde para o acumulado do ano.

A operação de cargas em maio também foi a maior marca para o mês, atingindo cerca de 725 mil toneladas, 3,5% acima do que se verificou em maio de 2023 e 6% maior que o mês de abril de 2024. Os números comprovam que o Porto de Imbituba continua em evolução e no caminho certo para o desenvolvimento de suas operações.

No que diz respeito ao fluxo de navios, o mês de maio se sobressaiu com 33 embarcações, um aumento de 17,8% em relação ao mês de abril e o melhor resultado da série histórica.

No acumulado de 2024, atracaram 129 embarcações no Porto de Imbituba, acréscimo de 6,6% em relação ao igual período de 2023.

Em maio, verificou-se uma alteração no fluxo comercial de movimentações de cargas no Porto, com um aumento significativo dos embarques em relação a abril (+41,6%) e superior ao mesmo período de 2023 (+4,3%), tornando-o assim o principal curso dos produtos que passaram pelo Porto. Já os desembarques tiveram em maio uma queda (-21,9%), se comparados ao mês de abril e redução (-16,8%) em relação a maio de 2023.

Dentre todos os embarques e desembarques, os maiores volumes operados permanecem sendo o coque de petróleo, os contêineres, os farelos de soja e milho, o trigo, o sal e a soja. Em destaque a circulação expressiva de 50,8 mil toneladas de açúcar (granel), quantidade considerável para a primeira movimentação deste granel sólido.

Nos cinco primeiros meses do ano em curso, a liderança das exportações (54,5% do total) vem acompanhada de alta de 20,8% na tonelagem enviada ao exterior, se comparado ao realizado no período de janeiro a maio de 2023. Em contrapartida, as importações garantiram a fatia de 36,5% das operações com cargas, no Porto de Imbituba, com aumento de 11,3% em relação ao mesmo período de 2023.

No que se refere à cabotagem, navegação entre portos do país, a mesma representou 8,8% da movimentação do Porto no acumulado de janeiro a maio, indicando uma queda de 15,9% na quantidade de cargas em relação ao mesmo período do ano passado.

Os granéis sólidos somaram 2,98 milhões de toneladas no acumulado do ano, crescimento de 12,4% no comparativo com o mesmo período do ano anterior, distinguindo-se como a maior marca no acumulado dos cinco primeiros meses do ano na história do Porto de Imbituba. Tais cargas representam 82,5% de toda a movimentação portuária, com especial relevância para o coque de petróleo que operou 827,1 mil toneladas no ano. No cenário geral, as maiores movimentações, dentro da rubrica granel sólido, foram de coque de petróleo, trigo, farelos de milho e de soja, sal, soja e hulha betuminosa.

Segundo dados do Governo Federal, via Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, as operações de importação e exportação em Imbituba movimentaram mais de 925 milhões de dólares, nestes primeiros cinco meses de 2024, crescimento de 12% em relação ao igual período de 2023.

Os primeiros cinco meses do ano foram comemorados pelo presidente da Autoridade Portuária de Imbituba. Urbano Lopes de Sousa Netto: “Para este ano planejamos investir cerca de R$ 100 milhões em obras e tecnologias, com o intuito de expandir cada vez mais nossas operações e prover infraestrutura capaz de suportar o aumento de movimentação e os recordes que vêm sendo superados ano a ano”.

 

Assessoria de Comunicação da SCPAR Porto de Imbituba

Daniela Pacheco | daniela.rosa@portodeimbituba.com.br




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt