quarta, 01 de dezembro de 2021
21/10/2021

Itajaí bate novo recorde na geração de empregos e registra o melhor resultado da história


O desenvolvimento econômico de Itajaí alavancou a maior geração de empregos da história. Os dados apontam 8.186 novos postos de trabalho formal na cidade, entre janeiro e agosto deste ano, uma série de saldos positivos entre novas vagas de emprego e demissões nos oito meses registrados na base de dados do Ministério do Trabalho. Uma média acima de mil carteiras assinadas por mês. Só em agosto foram 848 trabalhadores com vaga garantida.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itajaí, Thiago Morastoni, a expansão econômica da cidade é traduzida em indicadores sociais como a geração de empregos. “Um dos principais fatores de nosso crescimento é o papel atuante do poder público como incentivador de negócios e de investimentos. O Município de Itajaí investe em obras de infraestrutura e mobilidade para garantir menor custo ao empresário local já instalado e para fomentar novos investimentos privados”, comenta Thiago Morastoni.

Outro fator importante na escalada da geração de empregos é o aquecimento e retomada econômica no Brasil e no mundo após fases críticas da pandemia de coronavírus. Em 2020, mesmo com os períodos mais severos da crise, Itajaí fechou o ano com saldo positivo de 3,4 mil novos empregos formais. A atividade portuária sem interrupção fez com que o Município tivesse um dos melhores resultados no estado. Com os efeitos da crise reduzidos pela importância do Porto de Itajaí na economia local, a cidade conta com a base sólida para seguir em forte ritmo de crescimento.

As marcas de 2021 impressionam no comparativo da série anual histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), estruturado pelo Ministério do Trabalho. Os mais de 8,1 mil empregos gerados nos primeiros oito meses em Itajaí superam a soma dos últimos três anos. É preciso somar os anos de 2020, 2019, 2018 e 2017 para ultrapassar os números conquistados este ano com 9,1 mil carteiras assinadas. Isso significa que são necessários somar 48 meses de indicadores para comparar os primeiros oito meses de 2021.

Os dados indicam que o recorde deve ser ainda maior. Com a retomada gradual do setor de eventos e a proximidade das festas de fim de ano e do verão, período de crescimento nas compras e de férias, a expectativa é gerar ainda mais empregos tanto fixos quanto temporários. “Nosso trabalho vem mostrando resultados. Conseguimos reduzir as consequências da pandemia na vida dos cidadãos e agora projetamos um ciclo de maior desenvolvimento e novos empregos. Projetamos novos recordes e melhores resultados para Itajaí e para os cidadãos”, finaliza o secretário Morastoni.



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt