quarta, 19 de dezembro de 2018


O conceito central em economia não é o dinheiro

Por Marcus Eduardo de Oliveira
Em geral, acredita-se que os economistas sejam, por natureza, estreitos e egoístas. Uma possível justificativa para essa crença largamente difundida repousa no fato dos economistas defenderem, grosso modo, a prática do individualismo como ação motivadora do progresso. Em outras palavras, trata-se do famoso “salve-se quem puder”. Isso leva, em sentido geral, a típica e habitual confusão de entender que sucesso/progresso está estritamente relacionado com acumulação individual de bens, num êxtase sem precedentes à prática materialista.

Crescimento da economia puxado pela demanda interna está com seus dias contados

Por Marcus Eduardo de Oliveira
Para a economia brasileira, o segundo semestre de 2012, ao contrário do que deverá ocorrer nas principais economias mundiais, exceção feita ao Reino Unido, promete apresentar uma aceleração puxada, basicamente, pela demanda interna (consumo das famílias medido pelas vendas no comércio), diz o economista paulista Marcus Eduardo de Oliveira, professor da UNIFIEO e da FAC-FITO.

Não há economia sem sistema ecológico

Por Marcus Eduardo de Oliveira
À medida que o meio ambiente apresenta evidentes sinais de estar enfraquecido em face da agressão patrocinada pela expansão econômica sem freios, abre-se perspectiva de maior inserção dos preceitos que emolduram a chamada Economia Ecológica. Mas, afinal, o que pretende a Economia Ecológica? Economia Ecológica (EE) é uma compreensão de que o sistema econômico “gira” (funciona) em torno do mundo biofísico de onde saem matérias-primas e energia. Essencialmente, a (EE) busca nas Leis da Termodinâmica (calor, potência, energia, movimento) a base para explicar teoricamente a realidade socioeconômica e ambiental.
Autor:

Marcus Eduardo de Oliveira

Economista. Professor de economia da FAC-FITO e do UNIFIEO, em São Paulo. prof.marcuseduardo@bol.com.br

Colunistas

Caio César Ferrari Santângelo
Carlos Augusto Silveira
Cláudio Gustavo Daudt
Eclésio Silva
Fernando Padilha
Gregory Petter dos Santos
Joana Stelzer
Manoel Antonio dos Santos
Osvaldo Agripino de Castro Jr.
Carlos Fernando Priess
Rafael Melo
Roberto Roche
Roberto Veiga
Romeu Zarske de Mello
Odilon Fehlauer
Outros
Alexandre Gonçalves da Rocha
Celso Amorin
Bruno Tussi
Milton Lourenço
Dalva Santana
Antonio Corrêa de Lacerda
Kennedy Alencar
Roberto Rodrigues
Marcos Cintra
José Manuel Meireles
Sandro Tavares
Renan Schaefer Andrade
Ira Sobreira
José Zeferino Pedrozo
Bruno Queija
Pedra Santana Alves
Emerson Luiz Andrade
Rodrigo da Rocha Loures
Luiz Carlos Mendonça de Barros
Rogério Mori
Sebas van den Ende
Lilian Taborda
Simone Costa
Dalmir Sant’Anna
Edneia Pinto Moura
Ricardo Irineu da Silva
Paulo Araújo
Prof. Menegatti
Luiz Carlos da Silva Flores
Paulo Felicioni
Carlos Olla
Fabrício Fassina
Mauro Kahn & Pedro Nóbrega
Simone Ferreira
Rafael Silvério
Luiz Carlos Furtado Neves
Maysa Cristina Fischer
Moysés Borges Furtado Neto
Márcio de Freitas
Robson Zanetti
Marcelo Salmaso
Wagner Campos
Soeli de Oliveira
Marcos Antonio Ribeiro Andrade
Rafaela Moreira
Miguel Nozar
Edson De Paula
Rudson Borges
Tom Coelho
Sonia Jordão
Marizete Furbino
Marcelo Braga
Saul Brandalise Júnior
Helio Rebello
Mauro Lourenço Dias
Moris Kohl
Marcus Eduardo de Oliveira
Luiz Henrique da Silveira
Luiz Carlos Pauli
Marcos Luthero
Marcos Luthero
Manteli Wilen
Derly Massaud de Anunciação
Janaina Paes de Farias
Denilson Roberto Kasteller
Mariana Brizotto
Mário Lanznaster
Marcelo Murin
Orlando Oda
Vagner Miranda
Dane Avanzi
Marcos Morita
Daniel Gobbi Costa
Cassio Vieceli
Leonardo Flock
Renan Rossi Diez
Adelto Gonçalves
Marcos Antonio Zordan
© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt